BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

16 Março 2019 - 08:51

Justiça autoriza psiquiatra indicado por Bolsonaro a entrevistar Adélio

Foto: TV Globo

O juiz Bruno Souza Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora (MG), autorizou que um médico psiquiatra, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), entreviste Adélio Bispo de Oliveira, autor do ataque ao militar no ano passado. Preso provisoriamente desde o dia do crime, o rapaz não foi relutante ao confessar a autoria do crime. Além da permissão para que o psiquiatra indicado por Bolsonaro entreviste Adélio, de acordo com o site G1, o juiz determinou que os peritos responsáveis pelos laudos psiquiátricos de psicológicos do agressor esclareçam as divergências apontadas pelo Ministério Público Federal (MPF). Até o momento, os três laudos que avaliam a insanidade mental de Adélio indicam: 1º (particular), indício de transtorno delirante grave; 2º (judicial psiquiátrico), transtorno delirante permanente paranoide; 3º laudo (judicial psicológico), sigiloso. Para o procurador do caso, Marcelo Medina, os peritos que participaram do laudo psiquiátrico divergiram do laudo psicológico.

14 Março 2019 - 11:27

Carro oficial do Senado busca mulher em academia de luxo em Brasília

Foto: Reprodução

Uma mulher morena, de cabelos lisos e compridos, foi vista entrando no veículo oficial do senador Irajá Abreu (PSD-TO), por volta do meio-dia de terça-feira (13), na saída de uma academia de luxo no Lago Sul, em Brasília. A moça, que pegou a carona no carro de natureza especial do Senado Federal, usava roupas verdes de ginástica. Procurado, o parlamentar não explicou a situação. A placa do carro é a 041. Os carros pretos que circulam pela capital federal ostentando placas oficiais são garantidos por um contrato milionário firmado em 21 de julho de 2017 com a empresa Quality Frotas, sediada na Zona Industrial do Guará, região administrativa do Distrito Federal. Com vigência de dois anos e meio, o aluguel de até 85 veículos vai custar, no total, R$ 8,6 milhões aos cofres públicos. Não é a primeira vez, neste ano, que eles são vistos em locais que nada têm a ver com a atividade parlamentar. O veículo destinado ao senador Romário (Pode-RJ), por exemplo, foi fotografado à noite, em frente a um bar na Asa Sul, no mês de fevereiro. Na ocasião, a justificativa foi que o senador usou o carro para se deslocar até um restaurante onde fez uma refeição. As regras sobre o uso de carros oficiais foram estabelecidas pela Lei nº 1.081, de 13 de abril de 1950. No artigo 4º, ela determina que é “rigorosamente proibido” que o carro seja usado pelo “chefe de serviço, ou servidor, cuja funções sejam meramente burocráticas e que não exijam transporte rápido”, “no transporte de família do servidor do Estado, ou pessoa estranha ao serviço público” ou “em passeio, excursão ou trabalho estranho ao serviço público”. A assessoria do senador foi procurada para explicar o uso do carro para buscar uma mulher na academia, mas não respondeu até a última atualização desta reportagem.

Carro oficial do Senado busca mulher em academia de luxo em Brasília

Foto: Divulgação

13 Março 2019 - 11:02

Dupla ataca escola em Suzano, mata oito pessoas e se suicida

Foto: Suamy Beydoun/AGIF/Estadão Conteúdo

Um adolescente e um homem encapuzados atacaram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), na manhã desta quarta-feira (13) e mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio. Em seguida, um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou. Pouco antes do massacre, a dupla havia matado o proprietário de uma loja da região. Os assassinos – Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 – eram ex-alunos do colégio.

Dupla ataca escola em Suzano, mata oito pessoas e se suicida

Foto: Arquivo pessoal

A investigação aponta que, depois do ataque, ainda dentro da escola, Guilherme matou Henrique e, em seguida, se suicidou. A polícia diz que os dois tinham um "pacto" segundo o qual cometeriam o crime e depois se suicidariam. Cinco dos mortos são alunos do ensino médio, com idade entre 15 e 17 anos, de acordo com o secretário de Segurança Pública de SP. Entre as vítimas, há ainda duas funcionárias do colégio, uma delas a coordenadora. O dono de uma locadora de veículos próximo ao local, que era tio de um dos assassinos, foi morto pouco antes do ataque.Ainda não se sabe a motivação do crime. Foram feitas buscas na casa dos assassinos, e a polícia recolheu pertences dos dois.

11 Março 2019 - 12:04

Caminhão que colidiu com helicóptero de Boechat estava a 40 km/h, aponta laudo

Foto: Reprodução

Um mês após a queda do helicóptero que causou a morte do jornalista Ricardo Boechat e o piloto Ronaldo Quattrucci, o laudo do Instituto de Criminalística indica que o caminhão que colidiu com a aeronave estava dentro do limite de velocidade da via. Segundo o laudo, o caminhão estava a 40km/h ao sair da praça de pedágio, em direção à Rodovia Anhanguera. O documento foi divulgado pelo G1, com exclusividade. Para a Polícia Civil, ainda não há elementos para responsabilizar alguém pela queda do helicóptero e o caso é tratado como “uma fatalidade”. O jornalista Ricardo Boechat morreu em decorrência de politraumatismo provocado pela queda do helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML). De acordo com o documento, o jornalista sofreu traumatismos torácico e abdominal, “caracterizando politraumatismo, com carbonização secundária”. O corpo do jornalista foi reconhecido pela arcada dentária.

07 Março 2019 - 12:25

Começa nesta quinta prazo para eleitor faltoso evitar cancelamento do título

Foto: Blog Regional

O prazo para quem não votou nem justificou a falta em pelo menos três votações seguidas regularizar sua situação começa nesta quinta-feira (7). Para isso, é preciso pagar as multas referentes às ausências, bem como comparecer a um Cartório Eleitoral para apresentar, além do título, um documento com foto e um comprovante de residência. Para somar as três faltas, são contados também os turnos de votação. Também são contadas as eleições suplementares, convocadas quando o pleito oficial é anulado devido a irregularidades. Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de 2,6 milhões de pessoas podem ter o título cancelado caso não resolvam a situação. Os nomes dos faltosos começaram a ser divulgados em 20 de fevereiro e podem ser consultados nos cartórios eleitorais de todo o país. O prazo para a regularização vai até 6 de maio. O cancelamento do título pode acarretar uma série de problemas. A pessoa fica, por exemplo, impedida de obter passaporte e carteira de identidade, de receber salário de função ou emprego público e/ou de participar de concorrência pública ou administrativa estatal. O faltoso fica ainda impossibilitado de obter empréstimos em instituições públicas, de se matricular em instituições de ensino e de ser nomeado em concurso público. Não terão os títulos cancelados aqueles que não são obrigados a votar, sendo seu comparecimento às urnas facultativo, como as pessoas entre 16 e 18 anos e acima de 70 anos. Também não estão sujeitos à medida os portadores de deficiência a quem seja impossível ou extremamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais.

27 Fevereiro 2019 - 19:38

Polícia Militar pode entrar em greve nacional contra reforma da Previdência

Foto: Blog Regional

Vice-líder do governo desde a última terça-feira, 26, o deputado capitão Augusto (PR-SP) afirmou que a Polícia Militar pode entrar em greve contra a reforma da Previdência. A notícia foi dada em uma reunião da bancada do partido, e, de acordo com o parlamentar, pode envolver policiais de todo o país caso as novas regras alterem na garantia de mesmo salário para PMs da reserva e da ativa. As regras para a Previdência contidas na proposta enviada ao Congresso não agradaram aos policiais. Segundo eles, as atividades de bombeiros e policiais devem ter um tratamento previdenciário diferente do oferecido às Forças Armadas. “Eu não vejo as Forças Armadas chamarem homens de 60 anos de idade para fazer o serviço militar. Eles só chamam com 18. E com 20, 22, eles já estão descartando. Ou seja, se tiver uma guerra, as próprias Forças Armadas têm que levar para uma eventual guerra um contingente com vigor físico invejável. Por que a polícia militar, então, tem que trabalhar até os 60, 65 anos?”, indagou o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP), em uma reunião realizada na última terça-feira. Para o parlamentar, ampliar a idade mínima para a aposentadoria pode trazer prejuízos à sociedade. “O que você acha de um senhor de 65 anos de idade portando uma arma, um colete, um cinturão, correndo atrás de um bandido com fuzil? Vigor físico não bate”, indica.

20 Fevereiro 2019 - 13:12

PIS-Pasep: pagamento de abono salarial para nascidos em março e abril começa amanhã

Foto : Tomaz Silva / Agência Brasil

O abono salarial PIS do calendário 2018-2019, ano-base 2017, para os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em março e abril começa a ser pago amanhã (21) na Caixa Econômica Federal. Também será liberado o Pasep, que é pago para servidores públicos por meio do Banco do Brasil, para quem tem final da inscrição 6 e 7. A estimativa da Secretaria do Trabalho, do Ministério da Economia, é que R$ 2,9 bilhões sejam pagos a aproximadamente 3,6 milhões de trabalhadores. Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2017.

20 Fevereiro 2019 - 09:06

Câmara dos Deputados derruba decreto sobre sigilo de documentos e impõe primeira derrota ao governo

Foto: Divulgação / Câmara dos deputados

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (19) proposta que suspende os efeitos do Decreto 9.690/19, o qual atribui a outras autoridades, inclusive ocupantes de cargos comissionados, a competência para classificação de informações públicas nos graus de sigilo ultrassecreto ou secreto. Trata-se do Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 3/19, do deputado Aliel Machado (PSB-PR) e outros. A proposta será votada ainda pelo Senado. O decreto anterior (7.724/12) não permitia a delegação da competência para classificar informações públicas como ultrassecretas ou secretas. A classificação ultrassecreta era exclusiva do presidente e do vice-presidente da República, de ministros e autoridades equivalentes, comandantes das Forças Armadas e chefes de missões diplomáticas no exterior. Quanto ao grau secreto, além dessas autoridades, podiam usar essa classificação os titulares de autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista. O sigilo imposto pelo grau ultrassecreto é de 25 anos; e pelo grau secreto, de 15 anos. Para Machado, o governo extrapolou os limites da lei que autoriza a regulamentação. “Em um momento de combate à corrupção, em que se descobrem as ações dentro das administrações públicas, o decreto aumenta o número de pessoas que podem classificar os documentos de secretos e ultrassecretos”, afirmou.

17 Fevereiro 2019 - 10:25

Tragédia: Quatro crianças morrem após desabamento de imóveis na Grande SP

Foto: Divulgação

Os bombeiros localizaram na manhã desse domingo (17) o corpo da quarta criança desaparecida em Mauá, na região metropolitana de São Paulo, após o desabamento de dois imóveis por causa da chuva. Os corpos das outras três vítimas foram encontrados pelos agentes durante a madrugada. As vítimas, de 11 meses, 4, 8 e 11 anos, estavam todas soterradas. Um menino de 8 anos e a irmã dele, de 11 meses, foram atingidos pelos escombros da casa onde moravam, na Rua Ane Altomar, no Jardim Zaira. A mãe das crianças foi resgatada com uma contusão no ombro ainda durante a noite. Um homem de 41 anos também foi atingido e teve uma fratura exposta. Ele foi encaminhado ao Pronto-Socorro. Em outro desabamento no mesmo bairro, na Avenida Cidade de Mauá, morreram soterrados um menino de 4 anos e outra criança de 11 anos. A mãe delas foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Segundo a Prefeitura de Mauá, 13 deslizamentos de terra e 5 desabamentos foram registrados na cidade desde a noite de sábado.
 

17 Fevereiro 2019 - 10:08

Mãe de piloto de helicóptero que levava Boechat morre três dias após o filho

Foto: Reprodução/Instagram

A mãe do piloto do helicóptero que morreu no acidente com o jornalista Ricardo Boechat faleceu três dias após o filho. Philomena Augusto da Silva tinha 80 anos e sofria de câncer. Ela morreu na última quinta-feira (14), no hospital em que estava internada. Como já estava em estado terminal, ela não chegou a saber da morte do filho, Ronaldo Quattrucci, de 56 anos. A filha do piloto, Amanda Martinez, postou uma homenagem para a avó e o pai. “Agora vocês estão juntos olhando por nós aí de cima! Vocês eram inseparáveis e tinham um amor incondicional um pelo outro! Quando meu pai estava sofrendo com sua doença terminal, a vida nos surpreende e Deus o levou três dias antes dela”, disse Amanda, na publicação. O outro filho de Philomena, Rogério Quattrucci, também faleceu em um acidente de helicóptero em 1998. “Oro por vocês e sei que irão guiar e cuidar de nós que ficamos, junto com o tio Rogério. Amo muito vocês e vou amar por toda eternidade”, escreveu a jovem. Philomena deixa uma filha. Segundo o portal G1, o corpo da mãe do piloto também foi velado no Cemitério São Paulo, em Pinheiros. A missa de sétimo dia de Ronaldo e Philomena acontecerá na próxima segunda-feira (18), às 19h30, na Igreja Cristo Rei, no Tatuapé. O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Eugênio Boechat morreu no início da tarde de segunda-feira, aos 66 anos, em São Paulo. Ele estava em um helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via.

17 Fevereiro 2019 - 09:28

Após tragédia, governo destina R$ 62 milhões para o turismo em Brumadinho

Foto : Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Mais de sete mil empresários de Brumadinho (MG) receberão parte dos R$ 62 milhões anunciados no último sábado (16) pelo governo para tentar reativar a atividade econômica local após o rompimento da barragem da mineradora Vale. A tragédia causou a morte de 166 pessoas e o desaparecimento de 144. O município, que sedia o maior museu ao ar livre da América Latina – o Instituto Inhotim –, tem na atividade turística uma importante fonte de renda. Segundo o Ministério do Turismo, o dinheiro do Fundo Geral de Turismo (Fungetur) será direcionado ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) para depois ser disponibilizado para os prestadores de serviços turísticos cadastrados regularmente no Cadastur, o cadastro nacional do setor, em toda a região. Os recursos serão disponibilizados com condições especiais, com prazos maiores e menores encargos, sendo destinados principalmente a microempresas que atuam com hospedagem, agências de viagem, locadoras de veículos e transportadoras turísticas.

 

13 Fevereiro 2019 - 12:09

Proposta prevê idade mínima de aposentadoria de 62 para homens e 57 para mulheres em 2022

Foto: Reprodução

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, vai incluir no texto da reforma da Previdência a propostas de idade mínima de 62 anos para homens e 57 para as mulheres. Esta é a opção preferida do presidente Jair Bolsonaro. As informações são da Coluna do Valdo Cruz, no G1.De acordo com os formuladores da reforma, a idade mínima constaria na regra de transição que pode ser de 10, 15 ou 20 anos, o que significa que, ao final do mandato de Bolsonaro, as mulheres poderiam se aposentar aos 57 anos e homens, aos 62. A regra, entretanto, teria sequência após 2022. Ao final da regra de transição, a equipe da economia deseja que a idade mínima fosse de 65 para homens e mulheres. Já o presidente defende uma idade diferente de aposentadoria, na qual as mulheres deixariam de trabalhar mais cedo.

13 Fevereiro 2019 - 11:56

Cuba oferece trabalho para médicos cubanos que ficaram no Brasil

Foto : Agência Brasil

O governo de Cuba ofereceu oportunidades de trabalho no sistema público de Saúde para seus médicos que decidiram não retornar do Brasil no final do ano passado. "O Ministério da Saúde Pública confirma que, como tem feito para aqueles que estiveram em outros países, está disposto a recebê-los na Pátria e oferecer-lhes emprego no sistema nacional de saúde cubano", disse o governo em comunicado. O ministério informou que a embaixada e consulados cubanos no Brasil "estão prontos para apoiar seu retorno, fornecendo-lhes a documentação necessária e ajudando-os em qualquer coisa que esteja ao seu alcance". O governo cubano diz que as autoridades brasileiras "não cumpriram (...) as ofertas de emprego aos médicos cubanos que escolheram não retornar a Cuba no final de sua missão, bem como alguns outros que formaram famílias com cidadãos brasileiros", afirma o comunicado.

13 Fevereiro 2019 - 11:50

Bolsonaro recebe alta do hospital

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu alta nesta quarta-feira (13), após 17 dias internado no Hospital Albert Einstein, na região central de São Paulo. A informação foi confirmada pelo porta-voz da presidência. Bolsonaro deixou o centro médico por volta das 11h20 (horário de Salvador) e segue para o Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul, para retornar a Brasília. No último dia 28 de janeiro, ele passou por uma cirurgia para retirar uma bolsa de colostomia e refazer a ligação entre o intestino delgado e parte do intestino grosso. Na semana passada, após um episódio isolado de febre, ele foi submetido a exames e diagnosticado com pneumonia. O último boletim médico, divulgado na tarde de ontem (12), informava que Bolsonaro mantinha "boa evolução clínica, está sem febre, sem dor abdominal e o quadro pulmonar encontra-se em resolução".

09 Fevereiro 2019 - 18:49

CBF e Fla podem ser responsabilizados por incêndio em CT, prevê Lei Pelé

Foto : Reprodução/TV Globo

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e o Flamengo podem ser responsabilizados pelo incêndio que matou dez pessoas no Ninho do Urubu na sexta-feira (8), informa a Folha de S. Paulo. Em uma reportagem publicada em seu site neste sábado (9), o diário paulista afirma que confederação é, segundo a Lei 9.615 (a Lei Pelé), obrigada a certificar clubes formadores de atletas. A mesma legislação prevê responsabilidade ao Flamengo. Advogados ouvidos pelo jornal analisaram e detectaram omissão da CBF no caso. A confederação concedeu ao Flamengo o certificado de clube formador, garantindo assim o funcionamento de seu CT, que não possuía permissão da prefeitura para ter alojamentos no local incendiado, previsto para funcionar como estacionamento. A CBF, por sua vez, disse que emitiu certificado de clube formador à agremiação em 2017 e confirmou que não fiscalizou o local, passando essa responsabilidade para a FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro). Na Lei Pelé está escrito que essa responsabilidade é da “entidade nacional”. “Essa fiscalização é feita pelas federações estaduais”, disse a assessoria de imprensa da confederação. Já a federação do Rio disse que “não tem a função e a competência inerente aos órgãos públicos e, em relação ao processo de certificação de clube formador, esclarece que recebe a solicitação das agremiações, acompanhada da respectiva documentação comprobatória do cumprimento da Lei Pelé, do cumprimento Resolução da Presidência da CBF e seus anexos I e II, bem como do cumprimento da Resolução da Presidência da FERJ”. O certificado do CT do Flamengo é de março de 2017 e tem validade de dois anos—até março de 2019.