Livramento Hoje

Livramento Hoje



Ciganos suspeitos de morte de PM em Jeremoabo são presos no Pará

  Quarta, 27.Dezembro.2017 às 09h30


Foto: Divulgação | Polícia Civil

Cinco homens, alguns deles ciganos, foram presos nesta terça-feira (26), em Castanhal, no Pará, suspeitos de envolvimento na morte do soldado da PM José Bonfim Lima. O caso ocorreu no dia 2 de novembro, após uma discussão em Jeremoabo, no norte da Bahia. O grupo foi preso como resultado de uma operação das polícias Civil da Bahia e do Pará, que cumpriu os mandados de prisão temporária contra Gelson da Silva, seus filhos Rogério Matos da Silva e Bruno Jordão Matos da Silva, além do irmão Cosme Silva de Jesus e Carlos Daniel Santos Lima – estes dois últimos não são ciganos. A morte do policial ocorreu em uma briga em um bar da cidade. Na ocasião, dois ciganos morreram. Segundo informações da Polícia Civil da Bahia, os homens foram encontrados em uma kitnet no bairro Saudade II. Com eles, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e aproximadamente R$ 28 mil. Além de cumprir os mandados, a polícia do Pará autuou os cinco em flagrante por associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e uso de documento falso. Eles agora aguardam transferência para a Bahia. O quinteto era considerado foragido porque já havia mandados de prisão contra os suspeitos em aberto. Com o apoio da Superintendência de Inteligência (SI), da Secretaria da Segurança Pública (SSP), as primeiras informações indicavam que o grupo estaria na cidade de Cascavel, no Ceará. A Polícia Civil do Ceará se integrou às investigações e, quando o cerco para localizá-los se fechava, o grupo rumou para Castanhal, no Pará, há cerca de 20 dias. 

Comentários