Livramento

Livramento: Prefeito Ricardinho desmonta as tetas do transporte escolar

Raminundo Marinho | Mandacaru da Serra

07 Março 2017 - 10:17

Livramento: Prefeito Ricardinho desmonta as tetas do transporte escolar

Foto: Bahia Verdade

O prefeito Ricardinho Ribeiro, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, disse que está adotando medidas duras para conter gastos excessivos que o município vinha tendo com o transporte escolar. Convidado do Portal Notícias (Rádio Portal 104.3 FM), comandado por Alberto Lopes e Patrick Cassiano, ele foi firme e falou grosso, ao denunciar os favorecimentos que sangravam os cofres municipais. Não apontou culpados nem citou os antecessores, mas garantiu que o esquema durava há mais de oito anos (gestões de Carlos Batista e Paulo Azevedo), e já chegou a custar R$5 milhões por ano à Prefeitura. O prefeito afirmou que donos de vans e carros, envolvendo mais de 40 pessoas, eram os beneficiários, acrescentando que, muitas vezes, eram criados roteiros desnecessários, para atendê-los. Não se olhava a quantidade de alunos. Disse que donos dos veículos influenciavam na distribuição da matrícula dos alunos pelas escolas, na zona rural, para lhes garantir os contratos de transporte. Em total desperdício de dinheiro público, vários carros particualres eram contratatos para fazer o transporte que uma van ou ônibus, por exemplo, poderia fazer, por custos bem menores. O prefeito lembrou, ainda, que a Prefeitura é obrigada a transportar apenas os alunos das escolas municipais. Mas, em parceria com o Estado, conduz também os das escolas estaduais (ensino médio). Todavia, destacou que o governo estadual não vinha pagando tudo que lhe cabia. De quase 3.000 alunos da rede estadual, os gestores anteriores só informaram ao Estado 300. Ainda na entrevista, Ricardinho Ribeiro mostrou-se escandalizado com o que encontrou, assegurando que, de imediato, vai reduzir para, pelo menos a metade, esse custo de R$5 milhões. "Gostem ou não os que se beneficiavam", disse ele, acrescentando: "Não estou pensando numa minoria de 40 pessoas, mas estou pensando no povo de Livramento, nos seus 42 mil habitantes". A entrevista parece ter sido a mais longa do programa e a rádio registrou um pico inédito de audiência, no horário. O prefeito respondeu perguntas dos radialistas e dos ouvintes, sobre assuntos da Administração. Inclusive, sobre a municipalização da Escola Dona Tina e da situação dos servidores temporários, que serão substituidos pelos concursados, dizendo que vai cumprir a lei e seguir a orienação do Ministério Público.

Comentários

Deixe seu comentário

Mais notícias